Blog Single Post

28

agosto

Música eletrônica ajuda vacas a aumentar produção de leite.

Participantes da 41ª Expointer, realizada em Esteio (RS), contam com um aliado diferente para alavancar a produtividade dos animais.

Ivan Rodrigues da Silva, médico veterinário da cabanhas La Estância e Santa Clara, trouxe quatro vacas holandesas e quatro da raça jersey para participar de exposições e torneios da 41ª Expointer, realizada em Esteio (RS). Para garantir a produtividade dos animais, ele conta com um aliado diferente: música eletrônica.

A ideia é que as vacas não se distraiam durante o evento e fiquem focadas na alimentação, aumentando a quantidade ingerida e, consequentemente, o leite produzido. “Elas não estão acostumadas a tantas pessoas e barulhos. A propriedade rural é sempre mais silenciosa e aqui há diversos ruídos”, afirma.

O médico veterinário explica ainda que os animais que vieram para participar da Expointer, por exemplo, tiveram uma preparação antecipada de 15 dias. “Elas chegam no evento com uma boa alimentação e já trabalhando no limite do quanto conseguem comer para fazer a conversão em leite. A dieta em si é a mesma em relação a dos animais que estão na fazenda, mas aqui investimos muito na quantidade fornecida, que é maior”, explica.

Música eletrônica.

O ponto mais curioso é o fato das vacas responderem melhor à música eletrônica. “Os animais gostam mais desse tipo de música e não tanto das que são mais paradas. Se colocarmos aquelas músicas chorosas, elas ficam tristes”, brinca.

Para Alex Veloso, que é cuidador dos animais da fazenda, os animais receberam uma espécie de treinamento para entenderem o momento da alimentação. “Ensinei os animais a comerem a ração na hora que a música começa a tocar. Quando eu ligo o som, algumas delas já se levantam, conseguem entender essa ligação”, explica orgulhoso.

Bem-estar animal x produção de leite

O representante explica que os animais que estão na fazenda estão produzindo, em média, 35 litros de leite por dia, considerando os 60 animais que estão na ordenha. Já os que estão participando de exposições e torneios da Expointer chegam a atingir entre 40 a 70 litros por dia por vaca.

“É visível que o animal com bastante conforto produz mais. Muita gente se preocupa se essas vacas estão sendo bem tratadas. A demanda exigida delas é grande, mas fazemos isso com toda preocupação e respeitando as condições de bem-estar. Aqui nós temos médico veterinário, comida, banho todo dia, então o animal produz muito, mas com conforto. A ideia é fornecer tudo que o animal precisa, e do melhor, para ele nos retribuir com tudo que pode”.

 

https://canalrural.uol.com.br/noticias/pecuaria/leite/musica-eletronica-ajuda-vacas-a-aumentar-producao-de-leite/